Cada vez mais, o número de Empreendedores cresce e novas empresas são criadas todos os dias, com os mais variados tipos de produtos e serviços no Brasil e no Mundo. Ainda assim, muitos profissionais ainda confundem uma pequena empresa com uma Startup, e muitas pessoas que decidem abrir uma empresa, imaginam estar abrindo uma Startup.

Então, antes de abrir um novo negócio, é preciso saber as diferenças entre essas modalidades e decidir qual dos tipos de empreendimento é o melhor para você.

Startups.png

Qual é a diferença entre uma pequena empresa e uma Startup?

A maior diferença que pode existir entre esses dois tipos de organizações, está relacionado aos objetivos principais e quanto a finalidade de cada uma, por exemplo: as pequenas empresas são guiadas por fatores como rentabilidade e valor estável a longo prazo, já a Startup é focada na receita para seu financiamento e também no potencial de crescimento que pode obter mediante ao negócio.

Escalabilidade e inovação ou venda tradicional?

Para abrir um novo negócio é preciso analisar antes que tipo de perfil se deseja trabalhar. Se o perfil que você deseja é guiado pela inovação, tecnologia e diferenciação, a Startup é o melhor segmento que você pode optar.

Já se você é voltado mais para os meios tradicionais de empreender, a modalidade de pequena empresa tem maior relação com seu jeito de empreender.

Uma Startup, se inicia, sendo projetada para um modelo de negócio repetível e escalável, agindo no contexto de automatização para agir com a venda em larga escala visando mercados maiores. Os gestores desse tipo de empresa visam buscar respostas do mercado, mediante um serviço ou produto que é inovador e que seguem tendencias, e assim esperam vender em grandes proporções, entregando valor a seus clientes.

AAEAAQAAAAAAAAl5AAAAJDY1YzlkNzE1LTFiYTItNDIwNy1iYzlmLTk0YmM4ZTRiZTlmZA.jpg

A Pequena Empresa se trata de um empreendimento que tem prioridade nas operações independentes, visa muito a organização para obtenção do lucro e sua atividade não será nenhuma novidade para o mercado ou para seu cliente. Geralmente as Pequenas e Médias Empresas comercializam serviços ou produtos que já são conhecidos pela população e que possuem nichos bastantes experimentados.

Já uma Startup, começa sempre pequena, mas tem a missão de crescer rapidamente, tendo assim, um impacto significativo no mercado e até criando novos nichos, com o poder da criatividade e inovação.

É preciso entender que ao decidir abrir uma Startup, o empreendedor está atuando com um modelo de negócio escalável, que passará por um processo de teste, a fim de gerar uma aprovação inovadora. Sendo assim, a Startup precisará de investimentos e de investidores que acreditem na potencialidade que ela tem sobre a ideia. Uma Startup necessita fundamentalmente de massivo investimento, até que ela encontre  uma forma de se sustentar.

A pequena e média empresa começa com a organização que já é estruturada e que já tem um modelo definido, não tendo a necessidade de mudar rapidamente, dessa forma, o gestor pode aplicar menos capital do que com relação ao investimento de uma Startup.

Portanto, ao pensar em abrir um negócio, é preciso analisar bem cada opção. Analisar suas condições financeiras, se quer começar grande ou começar devagar para que seu negócio tenha sucesso, seja ele uma Pequena empresa ou uma Startup.

size_810_16_9_startup.jpg

 

Conquistar esse conhecimento potencialmente ilimitado não é tão fácil, sempre que se identifica uma necessidade real de um grande mercado, começa a busca incessante por um modelo de negócio lucrativo e escalável.

Mas afinal, o que as STARTUPs com maior possibilidade de sucesso devem ter?

Escalabilidade

Ser escalável é a chave de uma startup: significa crescer em receita, sem que os custos aumentem na mesma proporção. Negócios escaláveis tendem a sustentar processos mais automatizados, com menos customizações e sendo menos intensivos em pessoas.

Replicabilidade

Entender quais são os elementos que fazem a sua empresa única e vencedora no mercado, é fundamental para um crescimento sustentável. Para a Ambev, por exemplo, é a distribuição, já para a Apple é o design.

Uma startup precisa ter clareza do seu negócio central e das poucas coisas que é necessário fazer para manter o diferencial. É melhor fazer poucas coisas nota 10 do que várias nota 6. Só assim é possível replicar essas capacidades para se adaptar às mudanças ou para aproveitar as novas ondas de expansão, mantendo o modelo simples, leve e focado.

Adaptabilidade

Bons modelos de negócio permitem constantes adaptações. Por viverem sob condições de extrema incerteza, é fundamental que as Startups não se atenham a um plano rígido, mas a um modelo dinâmico e flexível, que permita testes e adaptações rápidas e baratas.

A trajetória para transformar uma Startup em uma empresa de alto crescimento não é fácil, mas quem decidir por ela não deve desanimar: o desafio é tão grande quanto o impacto que ela pode causar.

Nós do 1000 ideias acreditamos que com mais empreendedores que sonham grande e que colocam suas ideias em prática, sejam como uma empresa tradicional ou como uma Startup, estará criando um país com mais oportunidades.

Anúncios