Conheci a Roberta quando ela fotografou o casamento de minha filha mais velha em 2013. Era muito nova quando aceitou a enorme responsabilidade que é fotografar o casamento de uma amiga, estava apenas no inicio de sua linda carreira, mas conseguiu captar em suas fotos toda a atmosfera do momento e a alegria dos noivos e familiares no dia!

Roberta, muito obrigada por compartilhar sua história e inspirar muita gente que tem um sonho, mas falta coragem para correr atras!

12400832_1668021916788023_5294494542958186439_n.jpg

Conheça o encontro de Roberta com a Fotografia!

Diferente da maioria dos fotógrafos, que já sabiam o que queriam ou que estudaram muito e almejavam sucesso na profissão, Roberta conta que começou nessa área na maior inocência. Era formada em Educação Física e sempre trabalhou nessa área. Seus dias eram cheios de trabalho durante o dia todo durante a semana, e ela só tinha os finais de semana de descanso…

Era 2003, verão, seu namorado na época morava em um condomínio no interior de SP. Um condomínio cheio de verde, árvores, flores, pássaros.. e foi a partir desses passeios descompromissados que ela foi pegando gosto e descobrindo um mundo novo quando colocava os olhos “naquele quadradinho de vidro da câmera”, conta.

IMG_2858_1_40-1024x682.jpg

E continua: “Saía fotografando todos os tipos de flores que eu via na minha frente, enquadrava árvores do meu jeito, tentava fazer fotos bem de pertinho para simular uma lente Macro. Não demorou muito para eu sentir necessidade e procurar um equipamento um pouco melhor e conforme a qualidade das imagens ia melhorando, eu ia descobrindo minha paixão pela fotografia”.

22-1024x682.jpg

Ela mesma não acreditava muito no seu potencial, mas as pessoas gostavam do resultado que aparecia no computador e isso a encorajava a continuar. A evolução do equipamento continuava e ela se oferecia a fazer pequenos trabalhos para conhecidos, festas infantis, eventos da própria família, sem cobrar nada, apenas adquirindo experiência já com o foco em se profissionalizar nesse que era um Hobby que adorava.

31-1024x682.jpg

Conta que não foi fácil. Ela sabia que transformar sonhos em realidade não acontecem sem empenho, persistência e determinação. ” Depois de muitas cabeçadas, perder fotos de eventos inteiros por descuido, problemas com luz, flash, cartão de memória, lente suja, hoje consigo viver da fotografia  e graças a Deus ainda o faço com muito prazer, sempre tentando dar o melhor de mim em cada trabalho, do menor ao mais elaborado”, ela diz orgulhosa.

14333206_1762920440631503_6644061320519584149_n.jpg

Hoje Roberta é uma fotografa muito requisitada em São Paulo e diz: “a minha maior alegria é receber os feedbacks positivos e poder deixar essa lembrança para cada um dos meus clientes”.

Segundo Henri Cartier-Bresson, o pai do fotojornalismo, “fotografar é alinhar a cabeça, o olho e o coração”. Sábias palavras, Sr. Henri, sábias palavras.

 CONTATOS DA ROBERTA