O nome da nossa entrevistada de hoje é Vanessa. Idealizadora da Horta Local, uma empresa que ela criou há menos de 9 meses e há 5 resolveu produzir em larga escala e vender as comidinhas, sopas, saladas e sucos caseiros e super fresquinhos em potes de vidro e está fazendo o maior sucesso no Rio de janeiro.

15400301_1164373866988272_6783903712535117733_n.png

A história de Vanessa começa há menos de 1 ano. Ela trabalhava há mais de 10 anos numa empresa que prestava serviços para a  Petrobrás, tinha um bom salário, estava feliz  e confortável com o que tinha, e tudo parecia perfeito como estava. Engravidou e nesse meio tempo, o caso da Lava Jato estourou e com a crise na Petrobras sua empresa precisava encolher e ela sabia que teria seu emprego garantido enquanto estava em licença maternidade mas que assim que voltasse a trabalhar seria demitida.

Quando voltou da Licença Maternidade, seu chefe lhe fez uma proposta de continuar por 1/3 do salário que recebia, porém teria mais responsabilidades e volume de trabalho que antes, e ela recusou e passou a vaga para uma amiga que precisava mais do que ela. A demissão foi inevitável.

16508715_1225189034240088_528079011097648897_n.jpg

Competente e inquieta, não conseguiu ficar parada por muito tempo e agora com seu filho pequeno, pensava em fazer mestrado ou alguma coisa que pudesse desenvolver em casa. Começou a pesquisar na internet algumas opções de franquias baratas quando, um negocio de Saladas em Potes de Vidro chamou sua atenção.

16265686_1209979529094372_3052859862767434361_n.png

Não sabia cozinhar, mas sempre comeu de forma natural. Para ela sempre foi natural levar comida feita em casa para o trabalho, numa época  em que levar marmita era atestado de pobreza e não de alimentação saudável como hoje.

Frequentava restaurantes com seu marido e tinha sempre a mesma dificuldade para ter uma alimentação saudável: poucas opções de saladas ou comidinhas leves. E quando escolhia comer em restaurantes que tinham essa filosofia, o preço era muito alto.

16387370_1224678647624460_396511698927287213_n.png

Foi então que decidiu: “As pessoas que trabalham e recebem R$ 15 a 20 por dia para comer, não encontram opções para se alimentar bem, e acabam comendo sanduíches ou fast food nada saudáveis. Resolvi encarar o desafio e servir um alimento saudável por um preço justo”.

Criou então a HORTA LOCAL. Com a ajuda de uma Nutricionista, fez mixers de saladas e sopas, que tinham a melhor relação qualidade /preço, contratou uma cozinheira que fazia seus Potes de acordo com as especificações dela e começou seu negócio na cozinha de sua casa. Assim, poderia ficar perto de seu filho enquanto trabalhava.

16266109_1217758008316524_30118247909911387_n.png

Para alavancar as vendas e fazer um negócio sustentável e profissional, pediu ajuda a uma amiga designer, para desenvolver seu site e redes sociais. Ela queria mostrar da melhor forma possível seus produtos a clientes que não atenderia pessoalmente, ou seja, não teriam acesso ao que iam comer.

No primeiro mês em sua casa atendia os pedidos que vinham pela sua rede social e whatsapp, de segunda a sexta apenas no almoço. No segundo mês, a clientela pedia mais. No terceiro mês, já vendia mais de 30 potes por dia e precisava decidir se continuaria em casa onde não poderia crescer ou partiria para uma cozinha industrial onde pudesse crescer e levar a Horta Local a outro patamar.

Resolveu crescer. Alugou um espaço para sua cozinha, contratou mais cozinheiras e ajudantes, e começou a crescer de forma planejada e consistente. A opção pelo vidro como embalagem, foi uma decisão que, além de ecológica, poderia ser uma forma de baratear os custos dos clientes que podiam receber descontos com a devolução dos potes em seus próximos pedidos.

fevereiro-cardapio.png

No quarto mês, já na cozinha Industrial resolver expandir suas vendas, recebendo também pedidos pelo aplicativo  I-FOOD, que, com a popularização da plataforma, vai garantir a ela um volume cada vez maior de vendas.

Hoje, apenas 9 meses depois de tomar a resolução de mudar radicalmente seu trabalho, conta com uma equipe de 18 pessoas, entre cozinheiros , ajudantes, administrativos e motoboys para a entrega.

13781753_1035371376555189_4830309494340710765_n.jpg

Todos os produtos tem 3 dias de validade, entregues sempre fresquinhos e são maravilhosos! A imagem deles em suas redes sociais me dão água na boca cada vez que acesso sua página. Ela mesma se certifica diariamente de tudo o que é produzido em sua cozinha e tem trabalhado muito desde que resolveu empreender.

Perguntei a Vanessa se ela estava feliz com o HORTA LOCAL e ela disse: “Muito! Empreender da muito trabalho , é preciso estudar, tentar conhecer ao máximo o mercado que vai entrar, mas vale a pena no final”.

15338643_1163465977079061_4546918487555279007_n.jpg

Quando o assunto  é sobre o futuro da Horta Local , Vanessa se diz confiante: “Tenho muitos projetos que os próprios clientes vão solicitando, e muitas novidades estão a caminho. Não consigo ficar parada e estou atenta a demanda”. 

Vanessa é uma daquelas pessoas que nasceram para empreender. Ela tem senso de oportunidade, estuda e se qualifica, entende e procura atender a demanda de sua clientela. Trabalha muito, e o mais importante: Seu negócio trás benefícios para seus clientes e muita felicidade para ela.

CONTATOS DA HORTA LOCAL

16298472_1214013692024289_3129786100642804197_n.jpg