Segundo o Ibope, do total de 13,4 mil lojas lançadas nos 77 shoppings inaugurados no país entre 2013 e 2016, aproximadamente 6 mil estão desocupadas”, afirma o estudo.

Nas regiões Norte e Centro-Oeste a situação é pior: 56% e 53%, respectivamente. O menor índice é o do Nordeste, 39%, seguido por Sul (42%) e Sudeste (43%).

“O crescimento acelerado teve seu preço. Muitos projetos foram superdimensionados ou instalados em localizações duvidosas. O caixa cheio de algumas empresas levou a uma expansão desordenada, cujo resultado é o que se vê agora: shoppings centers com elevadas taxas de vacância e projetos prontos que postergam sua inauguração por falta de varejistas”, diz a diretora da unidade de shopping, varejo e imobiliário do Ibope Inteligência, Marcia Sola.

Situação é melhor em shoppings mais antigos

Já nos shoppings inaugurados até 2012 – grupo que soma 421 empreendimentos, a situação é melhor. A taxa atual de vacância desse grupo é 7,6% em área e 9,1% em número de lojas, o que representa 880 mil metros quadrados de espaço vago e 6,2 mil lojas vazias.

XIKO ITAPÊ 017.jpg

A pesquisa mostra também que entre setembro de 2015 e fevereiro de 2016 foram inauguradas 5.850 lojas nos shoppings consolidados. Por outro lado. 5.600 foram fechadas.

Segundo o Ibope, atualmente, existem 498 shoppings em operação no país, que totalizam 13,9 milhões de metros quadrados de área bruta locável e 82 mil lojas.

Na segunda quinzena de março, o Ibope contabilizou mais 58 shoppings em construção no país, que somam um total de 11,4 mil lojas.

Anúncios